quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Mongolords "...Assim caminha a insanidade!" (Sony Music, 1997)


                Uma promoção publicada na revista Showbizz anunciava a união entre uma revista de música, uma gravadora, a Sony Music, e uma banda do cast da gravadora, o Planet Hemp, talvez a mais temida banda do rock brasileiro naqueles meses de 1997. 

                   A premiação previa a gravação de um single com produção do Planet Hemp e distribuição pela Sony Music. A seleção do vencedor ficou a critério da ex-quadrilha da fumaça e quem venceu foi o Mongolords, banda de Santa Isabel/SP que fazia um som influenciado por psychobilly e ska.

Dynamite, ed. 35, fevereiro e março de 1997
                     O Mongolords chegou aos ouvidos do Planet Hemp através da demo tape "Eram os deus ufonautas?!", mas para o single só entraram músicas inéditas. Apenas duas canções, que ocupam cinco minutos do CD. 

                 A promessa foi cumprida e o CD entrou no catálogo da Sony, ainda que isso não tenha se estendido para o departamento comercial da gravadora que não aproveitou a chance de trabalhar com uma banda de psychobilly. Das duas canções, uma é psycho-punk, "Amor platônico", e a outra um ska, "Necrópole".

              Ao Mongolords ficou a experiência de cravar o nome do psychobilly nacional num CD produzido por uma gravadora multinacional, tá é só um single, mas tá valendo! 

                 Quer ouvir? Download aqui!

                 Também disponível no Youtube!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Echoplex (sHort Records/Playstereo, 2000)


                  Este é o único disco do Echoplex, banda paulistana com nome de pedal de distorção que fez um som metal alternativo, duraram pouco mas que deixaram um trabalho bastante vigoroso.

                  É um álbum de metal experimental, não tem os maneirismos fáceis do gênero, nada de solos irritantes e vocais estridentes, mas é pesado e melodioso, coisa de quem ouviu bastante Helmet, Unsane e um tiquinho assim de Black Flag/Sabbath. Tem ótimas canções, como as 'quase baladas rock' "Just being a human being" e "Hard to swallow".

              O disco levou um ano de gravações e foi lançado pela parceria do selo sHort Records com a extinta loja Playstereo. A divulgação ocorreu por meio de flyers que chegaram nas mãos de muitos que trocavam correspondências e zines naquele primeiros anos do novo milênio.

                 Quer ouvir? Download aqui!
                 Também disponível no Youtube!