terça-feira, 21 de junho de 2016

Pin Ups "Jodie Foster" (Devil Discos, 1995)


                 O quarto disco do Pin Ups - incluindo o projeto acústico Gash - A mellow project by Pin Ups - é marcado por uma série de rupturas e continuidades. 

               As rupturas se deram na formação e na sonoridade. "Jodie Foster" é o último álbum que contou com a participação de dois membros originais, o vocalista Luís Gustavo e o baterista Marquinhos (aka Marco Butcher). O som aqui deixa de ser o noise/guitar/shoegaze, que marcou a primeira fase barulhenta da banda, e passa para sons mais melodiosos, com um pé fincado no estilo de bandas do underground norte-americano.

Bizz, ed. 120, julho de 1995
                  Das continuidades, o álbum abriu caminho para que o Pin Ups entrasse numa nova fase, agora com a baixista Alê assumindo o microfone em todas as músicas. também é o primeiro disco que leva como título o nome de algum ator conhecido do cinema internacional, a mesma tática seria usada nos dois álbuns seguintes.

                  É um ótimo disco, ainda que divida opiniões entre os próprios membros da banda, com atesta a entrevista publicada no livro "Rcknrll", de Yury Hermuche, lançado em 2015. Traz canções que figuram entre os melhores momentos do repertório do Pin Ups, como "Feel do strange" e "Sell out". Além de "Witkin", um hit do disco, que também ganhou vídeo-clipe, levado pela voz da Alê.

                   "In a hole" é o único cover presente no álbum, original do Jesus and Mary Chain. No final do disco, um bônus track apresenta uma sessão de Pin Ups em formato acústico, com um jeito bastante próximo do que a banda soaria nos anos seguintes.

                  "Jodie Foster" foi o segundo e derradeiro trabalho da banda lançado pelo selo Devil Discos. A capa pavorosa (que balinha desfocada é essa?) é obra do Rafael Lain, que também assinou as capas dos álbuns seguintes. O disco teve boa repercussão e a mídia especializada foi bastante elogiosa ao quarteto.

                  Quer ouvir? Download aqui!
                  (Chave de decodificação: 
!MkqzKOgDFp6p59mL-LXUst6YuhdBHwRx9p738n51B8I)
                  Também disponível no Youtube!

3 comentários:

  1. Eu li que ia sair esse livro mas aí não acompanhei mais. Compraste onde?
    Ó meu texto sobre o PinUps
    http://screamyell.com.br/site/2015/04/20/discografia-comentada-pin-ups/

    ResponderExcluir
  2. richardjal!
    Comprei o livro com o próprio Yury Hermuche, foi criado um site só para a venda do livro, que ainda deve ter.
    Muito bom o seu texto! você tem uma leitura da discografia bastante próxima da leitura que eu tenho da discografia do Pin Ups, acho que você vai gostar da entrevista deles, eles desmistificam todos os discos.heheheh
    abração!

    ResponderExcluir
  3. Assisti a um show do Pin Ups num mês de frio extremo em junho de 94 no extinto Garagem Hermetica de Porto Alegre... Lembro que o frio extremo deixou de existir dentro do bar logo nos primeiros acordes. Minha decepção foi ver que tanto o Marco quanto o Luiz já tinham pulado fora... Mas o show foi muito bom!!

    ResponderExcluir