domingo, 24 de abril de 2016

Killing Chainsaw "Slim fast formula" (Roadrunner, 1994)


               O segundo disco do Killing Chainsaw mostrou o outro lado do som do quarteto de Piracicaba/SP, alçado naqueles anos a condição de uma das principais e promissoras bandas do cenário independente nacional.

              Se no primeiro disco, homônimo de 1992, o Killing Chainsaw chamava a atenção do ouvinte ao promover um som sujo, de guitarras que gritavam aos ouvidos, em “Slim fast formula” surgem mais cadenciados. Menos sujos, pois melhor produzidos, desaceleraram seu som e trocaram o timbre outrora seco das guitarras por um som mais encorpado. Continuaram demonstrando capacidade de composição acima da média nacional, aqui com direito a ótimas passagens por outros terrenos, como nas homenagens ao Kiss, “Rocket ride”, e DeFalla, “Woke of Jo”. Outro repertório revisitado traz a gravação definitiva para o ‘hit’ do quarteto, a velha “Evisceration”.

Revista General, edição 08
             “Slim fast formula” foi gravado no estúdio Bebop, em São Paulo/SP, durante a Copa do Mundo de 1994 em meio à gravação de outros discos importante para a década de 90. Antes disso, o segundo disco do KC havia sido cogitado para inaugurar o selo Caffeine, do jornalista Marcel Plasse, no qual receberia o título de “Killing time”. O Caffeine lançou duas coletâneas importantes, os dois volumes da série “No Major Babes” – o segundo volume com o Killing Chainsaw. Logo o selo daria lugar a editora que publicou a revista Vírus, iniciativa editorial importante para o cenário independente que florescia naquela metade de anos 90.

               O disco mostrou uma banda madura, pronta até mesmo para o mercado gringo. A distribuição internacional da gravadora holandesa Roadrunner, que naquele ano juntou no mesmo pacote quatro bandas brasileiras (a saber: Sepultura,  “Refuse/Resist”, Ratos de Porão, “Just another crime...”, Garage Fuzz, “Relax on your favorite chair”, e “Slim fast formula”) para promover internacionalmente, fez o disco chegar a lojas de discos do mundo todo.

             Quer ouvir? Disponível no Youtube!

Nenhum comentário:

Postar um comentário