segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

V.A. "CEP 20.000 - O celeiro do underground carioca" (Revista Trip, ed. 83, 2000)


               O CEP 20.00 é o nome de um evento que idealizado, em 1990, pelos poetas Chacal e Guilherme Zarvos com a intenção de reunir poetas, músicos, artistas plásticos, de teatro, críticos de arte, e quem mais quisesse experimentar toda e qualquer manifestação artística.

               No Centro de Experimentação Poética 20.000, boa parte do público também frequentava o palco, o que corresponde a intenção de construir um espaço de experimentação e improviso. Um palco intermediário, o primeiro para muitos, único para outros. Espaço de arte ilimitado, tanto que virou ponto de convergência de muitos cenários artísticos cariocas.

           Para comemoras os 10 anos de CEP 20.000 a revista Trip encartou em sua edição 83 um CD com mais de uma hora de produções de artistas vinculados ao centro de experimentação  poética. 

            São 33 faixas entre músicas e gravações de poetas feitas no CEP 20.000. A música está por toda parte, como fundo da poesia falada, ou metricamente musicada num poema e também a letra de música como poesia. E também tem poesia espalhada por tudo.

        As faixas das canções foram reunidas da seleção de discos lançados pelos selos Dubas e Net Records, além de fonogramas independentes, inclui as ótimas "Tema universal das carnes", do Carne de Segunda; "Artista é o k", Rubinho Jacobina; "Xuxa preta", Boato; "Matador de passarinho", Rogério Skylab e outras.

          Certamente o lançamento do CD trouxe mais público ao CEP 20.000. Trata-se de um ótimo compilado com uma pequena amostragem da abrangência total desse centro cultural. Os anos seguintes trouxeram instabilidade à resistência milagrosa do CEP 20.000, agora com um quarto de século de vida. 

                Quer ouvir? Download aqui!
                Também disponível no Youtube!

Nenhum comentário:

Postar um comentário