quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Lulina "Bolhas na pleura" (Peligro, 2005)


                       Lulina é uma garota recifense que compõe com grande facilidade, talvez isso explique a grande quantidade de discos que grava. Boa parte destes com produção bastante simples, nada de grandes recursos ou estúdios, pelo contrário, todo emprenho de execução das canções e gravação estão voltados a conseguir uma sonoridade lo-fi.

                     O álbum traz 13 destas canções simples, todas conduzidas por violão e vocais pouco expressivos, metricamente repetitivos, o que dá numa característica quase infantil. Parece até que o álbum foi composto sob o efeito de uma dose excessiva de cataflan ou benflogin. Sem nenhum desmerecimento, tem canções ótimas, como o sambinha "Faxina no juízo" e "Eu amava novalgina".

                Os temas envolvem um universo particular, neste disco quase conceitual, sobre doenças, medicamentos e até mesmo a morte sem morbidez. A voz, violão e efeitos atenuam qualquer possibilidade de tristeza nesse passeio farmacêutico e sonoro de Lulina.

                   “Bolhas na pleura” é o quinto disco caseiro da Lulina, o primeiro em que deixou a produção a cargo de Leo Monstro, parceiro nas produções posteriores. Foi lançado em CD, embalado no formato envelope, pelo caprichoso selo paulistano Peligro.

                 Quer ouvir? Download aqui! 
                 (chave de acesso: !qlX69VyzNop1qKCJStNuuHp8zropUCZuEU_eF2ckHjg)
                 Também disponível no Youtube!

2 comentários:

  1. Putz... servidor não mais no ar¹ Seria possível subir de novo, por favor?

    ResponderExcluir