segunda-feira, 28 de setembro de 2015

V.A. "Ovo" (RioArte Digital, 1996)


          Esta simpática coletânea com músicos e compositores cariocas é um disco atípico entre as coletâneas feitas para apresentar a sempre criativa música produzida na terra de São Sebastião.

      Atípico porque foi composto por um núcleo de compositores e músicos, Rodrigo Campello e Pedro Luís, idealizado por Arícia Mess, Suely Mesquita e Mathilda Kóvak, que recrutaram outros músicos e compositores próximos, uns realmente novos, outros quase veteranos.

          A coletânea é abrangente, mas a busca pelo novo é o que une todas as iniciativas sonoras. “Ovo” estava em sintonia com a nova MPB que já arranhava a casca do ovo por dentro em 1996. Traz arranjos caprichados para canções bastante inspiradas, como “Louco por você”, de Ivan Zigg, “O amor é sacanagem”, de Luís Capucho e “O medo”, de Bia Grabois.

          “Soul” apresenta o trabalho de Pedro Luís - acompanhado d’A Parede, não creditada – e antecipa o trabalho que no ano seguinte seria reconhecido nacionalmente através do majestoso disco “Astronauta Tupi”. Mathilda Kóvak apresenta um som mais limpo, acústico, para a excelente letra de “Mary Shelley (ou eu quero um homem)”.

          Suely Mesquita e Luís Capucho, compositores requisitados de Niterói, soltam a voz. A primeira aparece duas vezes em parceria com Rodrigo Campello, além de cuidar dos arranjos vocais de outra boa parte das canções. O ator/cantor Serjão Loroza divide o microfone com André Protásio, no Tuins. 

          Arícia Mess experimenta um arranjo que transita entre o trip hop e a MPB em “Latitudes do amor”. Pavimentou um caminho que seria trilhado com frequência pelos nomes da nova MPB dez anos depois. A voz e o arranjo de Antonio Saraiva surgem em “Caricas I”, parceria com outro letrista de mãos cheias, Sérgio Natureza.

          “Ovo” é um lançamento do selo RioArte Digital, vinculado à Secretaria Municipal de Cultura da capital carioca. No encarte, um texto de Mathilda Kóvak cria várias metáforas que relacionam o ovo à gênese criativa dos artistas presentes na coletânea. Ovo neles!

            Quer ouvir? Download aqui!

Um comentário:

  1. Ever wanted to get free Instagram Likes?
    Did you know you can get them ON AUTOPILOT AND TOTALLY FREE by using Like 4 Like?

    ResponderExcluir