quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Apicultores Clandestinos "Astronauta do campo" (Velvet Records, 2015)



               O Apicultores Clandestinos são de uma pequena cidade no interior de Santa Catarina chamada Rio do Sul. O quarteto também é o proprietário do único teremim da região. Um instrumento bem usado para criar ruídos nos sons rápidos e sujos criados pela banda, mas a banda é muito mais que isso.

            "Astronauta do campo" é o primeiro disco dos caras. Aqui o Apicultores Clandestinos adicionou mais elementos sonoros na sua música surf-punk-instrumental. Começam com um som bastante cru, 'Rage against javali", e logo abrem espaços para intervenções de ska/punk rock, "Fui abduzido"; psycho-caipira, "A volta de João Cantador" e hardcore/punk, em "Horriver". 

                   As 11 músicas são curtíssimas e o primeiro álbum do Apicultores não passa dos 30 minutos. O teremim está nas instrumentais "Tererê" e "Com o passar do tempo". Os vocais aparecem econômicos também em duas canções, nas boas "Delinquência juvenil" e "Eu tenho uma camiseta escrita eu já sabia", esta com influências de bandas pós punks tortas, como Mission of Burma e Grisly Fiction. Do conterrâneo Chuck Violence, líder da one-man-band de mesmo nome, emprestaram o psycho "Polka do Sergey"

               O disco foi lançado com apoio do selo/loja Velvet Discos. Tem um projeto gráfico ilustrado bastante caprichado e pode ser ouvido no bandcamp do Apicultores Clandestinos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário