quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Boi Mamão "Compre, grave ou roube" (Paradoxx, 1998)


                 A última fase do Boi Mamão revelou uma banda mais próxima do skacore do que do math rock dos primeiros anos. Sobrou um punhado de canções adolescentes, tanto nas letras quanto na sonoridade, sempre com riffs de guitarras distorcidos e e uma levada rápida, agora somados a um trio de metais que transformou o então quarteto curitibano num septeto.

Showbizz, ed. 158, setembro de 1998
             O vocal de Glerm Pawdphita continua ótimo, mas totalmente contido. Não tem quase nada do nonsense das primeiras demo tapes e do lindo compacto de estreia. "Compre, grave ou roube" poderia ter rendido algum hit, "Boneca inflável" tem a cara daquelas canções de rádio dos anos 90 que ficavam dois meses na frequência e logo eram esquecidas. "Bola 8" ganhou vídeo clipe exibido na programação da MTV Brasil. Mesmo sendo um trabalho um tanto irregular, ainda traz boas canções, como o skarnaval "Super fatura", "De novela" e a hilariante "Cola". A versão skacore do clássico "Surfsta calhorda", do Replicantes, é um dos poucos pontos altos do álbum, assim como o ska-bolero "Oncinha", que fecha o disco.
Dynamite (outubro//novembro de 1998)

              O trabalho divide opiniões até entre os membros da banda, uns preferem a primeira fase - eu incluso. Na mídia especializada a cisão também se abateu, na revista Showbizz o disco foi detonado, enquanto na Dynamite o trabalho recebeu elogios de Marcos Bragatto.

                Depois de "Compre, grave ou roube" o Boi Mamão encerrou atividades. Pelo menos deixou um registro bem gravado, qualidade sempre questionável principalmente naquelas belas demo tapes.

                                                                  Quer ouvir? Download aqui!
                                                                  Também disponível no Youtube!

4 comentários:

  1. Broder, aqui so tem pérola, diamante, ouro,mas esse boi mamão ai e muitas outras bandas foram junto com uma midia desinformada ou preguiçosa, associaram bandas pop que utilizam metais, ao ska. Comparar (eca) Less than jake e derivativos com Skatalites, Jackie Mitto, Lennie Hibbert, Tommy McCook, Don Drumond e até coisas contemporâneas como The Crabs Corporation é no mínimo herético passível de botinadas! rs
    Nem Might Might Bostones, nem operation Ivy, podem ser bandas interessantes, podem ate ouvir The Maytals em casa, mas nada que faça delas "ska". Vá ouvir SYMARIP e entendeá que digo.
    Me lembro de uma matéria medonha que saiu na (ótima) revista/fanzine PANACEA dizendo que "o ska é uma versão branca e acelerada do reggae". UI! Doeu os ovos! E tome "formadores" de opnião.
    Curiosamente, um dos textos mais dignos sobre ska no brasil saiu via Glauco Mattoso na sua versão da "Biblia do Skinhead", falando da Trojan, Pama records, e artistas como Pat Kelly, Prince Buster, Denis Alcapone, a lista é grande.
    Menos pior era o zine KaskaTa, do Bruno Lancelotti, que foi melhorando a cada edição...
    Felizmente veio a internet e blogs como o "You and Me" desenterraram vários tesouros.
    Mas isso tudo é pra dizer que te mandei um email!

    :)

    ps. mas esse blog é uma belezura! Tem black future?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brutal240! Meu velho! tudo bem? Realmente não se compara estas bandes de skacore com as bandas de ska. na real estas bandas são bem pouco de ska. Não li a Panacea, já ouvi falara e muito, mas isso é um grande erro. Uma pena que isso formou muita opinião por aqui.
      Não li a "Bíblia do skinhead", tá aí uma coisa que eu quero ler há muito tempo. Mas conheço uns textos do Glauco Mattoso, mais por causa do Marcatti, Gllauco aquele podólatra safado. hehehe.
      Vou responder teu email! Estou voltando às atividades hoje. "Aqui não existe natal" hehehehehe
      Tem Black Future sim, vou subir em 2015!!! Aguarde, meu caro!
      Obrigado pelo apoio de sempre! Abração!

      Excluir
  2. eu também prefiro a primeira fase :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. richardjal!
      Perto da primeira fase, este Boi Mamão aí de cima perde feio. Não foi uma boa despedida, infelizmente, pois sou fã da banda.

      Excluir