sexta-feira, 3 de outubro de 2014

V.A. "Omnisciens - Tributo ao Dorsal Atlântica" (Rock Shop Records, 1996)


                Em 1996 o trio carioca Dorsal Atlântica tinha 13 anos de formação e cinco discos. Estava prestes a lançar "Straight" quando saiu este tributo. Aqui 13 bandas do metal nacional homenageiam uma das mais influentes formações do metal brasileiro.

         As versões não fogem muito dos originais e até os vocais remetem ao vocal característico do Carlos Vândalo" Lopes. O Headhunter DC abre o tributo com o death metal "Álcool", canção do primeiro disco completo do Dorsal, o clássico "Antes do fim". O Avalon escolheu "Princesa do prazer", do split "Ultimatum", dividido com a banda carioca Metalmorphose, um heavy rápido carregado de partes hardcore, uma das músicas mais regravadas do Dorsal. 

                 Algumas gravações tem qualidade de fita demo, como a versão de "Thy kingdom come", feita pelo Tumulto. Os pouco conhecidos Jack Daniel's Incorporation, de Manaus/AM, aceleram "Vitória", do "Dividir e conquistar", a ponto do vocal quase não conseguir acompanhar a velocidade do thrash metal. A versão mais distante do original é a feita pelos cariocas do The Outsiders, que traduziram "Gathered prisioners", do "Searching for the light", para "Presos comuns amontoados como animais" e a transformaram numa canção punk. O No Return fez de "Raise the dead" um hardcore novaiorquino. O Insanity resgata o hardcore para "Violência é real".

         Decomposed God faz jus ao nome da banda e descarrega um vocal em decomposição para 'fighting in gangs", canção da primeira ópera metal gravada no disco "Searching for the light". Os cariocas do Endoparasites trazem sua interpretação para mais um clássico do disco "Antes do fim", "Caçador da noite" surge numa versão fiel à original, beirando o hardcore, Os vocais e o solo de guitarra foram gravados pelo próprio homenageado, o mentor Carlos Lopes. O paulistano Genocídio também se volta ao primeiro disco do Dorsal e pinça a também conhecida "Joseph Mengele". De Brasília/DF, o Restless manda um recado do tipo Carlos Lopes em abertura de show do Dorsal, depois emendam uma versão heavy para "Guerrilha". 

              "Omnisciens" foi produzido de forma independente em Fortaleza/CE, talvez por esta razão tenha tantas bandas das regiões Norte e Nordeste. O que valoriza a homenagem, afinal, algumas cidades destas regiões puderam ver o Dorsal Atlântica em atividade. O trio carioca fez turnês por cidades do interior que até então nunca tinham visto um show de rock, ou no caso, metal. A arte do tributo é caprichada, com capa e encarte feitos pelo Juma (Genocídio) e ficha técnica detalhada das gravações, Carlos Lopes também escreveu comentários curtos sobre cada música. O disco foi distribuído pela loja cearense Rock Shop.

                 Quer ouvir? Download aqui!
                 Também disponível no Youtube!

4 comentários:

  1. Jack n Daniels foi uma das pioneiras do thrash aqui em Manaus.
    Tem muitas bandas boas aqui, nesse estilo. Dá uma conferida:

    Nekrost
    https://www.youtube.com/watch?v=Nii_D623wW4

    Mystical Vision
    https://www.youtube.com/watch?v=YnbCN9rI658

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. richardjal!
      Dicas preciosas, obrigado. Confesso que não conheço nada de música produzida em Manaus, uma pena. Até mesmo encontrar informações sobre estas bandas é difícil, discos então, não chegam por aqui. Maneiro o Nekrost! Abraços!

      Excluir
  2. Segue uma playlist do Deezer com bandas daqui,
    Se você gosta de Radiohead, indico Malbec; Se curte Foo fighters, indico a Ed Ondo.

    http://www.deezer.com/playlist/971218983

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. richardjal!
      Muito boa a compilação! Ainda não ouvi tudo, até porque tem muita coisa, mas já garanto que o Rosivaldo Cordeiro e o Salva Madre são meus preferidos! Vou continuar ouvindo, tem muita coisa boa aí para se descobrir, muito obrigado! Abraços!

      Excluir