sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Missionários "The Invasion of the BLIND Bloody Snatchers" (Bloody, 1993)



              O quarteto Missionários surgiu na capital paranaense em 1986 com a proposta de fazer psychobilly. A formação passou por mudanças ate chegar ao seu primeiro e único registro em disco próprio, antes a banda havia lançado duas demotapes e participado da coletânea "Vampiros de Curitiba". Posteriormente, e com um som distante do psychobilly, participaram da coletânea "Borboleta 13", também com bandas curitibanas. Histórias dão conta de que os membros do Missionários, ora quarteto, ora quinteto, se flagelavam no palco, o que ajudou a criar lendas em torno das apresentações da banda, certamente uma das mais influentes para a formação de uma cena psychobilly no Brasil.

               "The invasion of the BLIND body snatchers" é um compacto com seis canções com letras dividas entre inglês, português e alemão. "The invasion" é um punk'a'billy com vocais cavernosos de Alexandre que aproxima o som do Missionários da mistura entre o gótico e o psycho, conhecida como gothabilly. "King" é punk rock, rápida e de poucas notas, a letra se resume à frase "king your nerves goodbye". "The best way" traz letra composta pelo poeta curitibano Marcos Prado (1961-1996). "O ataque dos sorvetes" e "Sem pé nem cabeça" são as únicas com letras em português, rápidas, quase punk, ou como o quarteto mesmo se define 'Psycho Junkabilly Alcoholic'. A maioria das canções estão também na demotape "Muito barulho por nada ?!!!", de 1992.

           O compacto foi lançado pelo selo Bloody Records num pacote com outras 12 bandas curitibanas. Com este trabalho o Missionários tocou em todos os bares de Curitiba e com bandas importantes do cenário independente da época. O projeto gráfico traz um encarte xerocado de oito páginas, incluindo colagens e ilustrações para as letras.

               Quer ouvir? Download aqui!
               Também disponível no Youtube!

2 comentários: