segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Lobotomia (New Face Records, 1987)


               Em outubro de 1984 surgia na capital paulistana mais uma banda de punk rock. São Paulo e suas bandas punks, que há pouco mais de um ano experimentavam lançar seus primeiros registros, agora viviam a segunda onda do movimento.

             Uma característica comum às bandas da primeira geração do punk rock paulistano era a dificuldade de conseguir instrumentos de qualidade, até mesmo "saber tocar" era uma conquista para aqueles jovens office-boys recém desempregados. Estes desafios não foram tão comuns às bandas da segunda leva do punk rock paulistano, pelo menos não fizeram parte da história do quinteto Lobotomia. O fato de serem jovens bem criados pode ter facilitado o acesso a instrumentos, estúdios de ensaio e gravação, assim como espaços para tocar, mas não evitaram o distanciamento dos temas tão caros ao gênero, tais como violência policial, miséria e fascismo.

Bizz, edição 23, junho de 1987
           O disco abre com o hino da banda. "Lobotomia" traz um tema novo ao punk rock nacional, antecipou em letra uma discussão que só ganhou conhecimento público 12 anos depois, a luta anti manicomial e o descaso do governo quanto ao "lixo humano amontoado nos manicômios". São 10 canções próprias, incluindo alguns possíveis hits como "Só os mortos não reclamam" e "Vítimas da guerra".

         A gravação traz aquela característica indissociável doss primeiros anos do punk rock brasileiro: instrumentos soterrados, som de pratos que mais perecem chiados, ecos nos vocais e solos de guitarra feitos num corda só Os riffs e as viradas de bateria, além da velocidade acelerada num crescendo, como em "Indigentes do amanhã", garantem o pogo.

         O primeiro registro em disco do Lobotomia levou três meses para ser gravado, um tempo longo se comparado com alguns discos nacionais do estilo que chegaram a ser gravados e mixados em poucas horas. O lançamento em LP ficou a cargo do selo paulistano New Face Records, propriedade de Fábio R. Sampaio, também vocalista do Olho Seco e responsável por boa parte dos discos de punk rock e hardcore que chegaram no Brasil nos anos 80, por meio de sua lendária loja Punk Rock Discos.

         O álbum do Lobotomia também ganhou uma rara reedição em CD e LP em 2006 através do selo de Osasco/SP Bucho Discos. Nesta reedição um bônus com 6 canções registrou a passagem do Lobotomia pela casa noturna paulistana Madame Satã, em 1987, gravação excelente na qual a banda mostra mais peso e velocidade do que em disco.

              Quer ouvir? Download aqui!

2 comentários:

  1. "Política sionista de uma guerra racista!"

    Podia ter sido uma frase da Hanna Harendt
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brutal420!
      Certamente. Não é à toa que as letras de punk rock e o próprio cenário são temas recorrentes nas ciências sociais.

      Excluir