quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Velho de Câncer (Punch Drunk/Cafe & Raiva/Fodam Meus Discos/Crimes pela Juventude/Capitão Lixo, 2009)


            Velho de Câncer é um trio de Porto Alegre/RS que faz um hardcore bastante próprio, não tão rápido como o hardcore old school, não tão quebrado como a escola aberta pelo Fugazi. Se há uma desconstrução da estética sonora do hardcore, são nas letras que a banda se firma como um dos bons nomes do punk/hc nacional dos últimos anos.

           No primeiro disco completo o Velho de Câncer traz 16 canções em pouco mais de meia hora. As letras versam sobre sensibilidade e cotidiano no qual raiva e indignação são lançadas sobre a humanidade. As letras ganham mais significado com a interpretação caótica e desafinada do vocalista e guitarrista José, ouça "Raiva de espírito", "Laboral" e "Ônibus errado". Os arranjos são outro ponto alto, vide "A van", "O som não é justo" e "Cidade morta".

        As gravações aconteceram em momentos distintos, as primeiras 9 canções foram registradas em 2007 e as demais em 2006. O projeto gráfico conduzido pelos ilustradores Mario Alencar e Flávio Bá é muito caprichado e mostra bastante sintonia com o som do Velho de Câncer. O lançamento ficou a cargo da união dos selos Punch Drunk, Fodam Meus Discos, Crimes pela Juventude, Capitão Lixo e Café & Raiva Discos.

            Quer ouvir? Download aqui!

2 comentários:

  1. Esse [e da mahatma gangue d Vilaverrrde!
    Muito boa postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brutal420!
      Obrigado! A banda foi lançada por vários selos, incluindo um do Villaverde. O Mahatma Guangue é outra boa banda de hardcore dos últimos anos, apesar de eu não ter mais ouvido falar deles. Espero que não tenham parado.

      Excluir