domingo, 27 de outubro de 2013

Psycho Drops "Another people" (W.O.D, 1994)


           O Psycho Drops atravessou a década de 90 lançando demo tapes, produzindo discos e fazendo shows,, neste tempo chamou atenção de produtores e público, mas sumiu sem deixar maiores vestígios depois de lançar o segundo disco, "Medo de ninguém" (Warner, 1996). O trio surgiu em 1991 na capital paulista, dois anos depois lançou a primeira fita demo e no ano seguinte o primeiro registro oficial.

               "Another people" é bem produzido, traz 13 canções próprias com letras em inglês em 38 minutos. Como um bom fruto de sua época, é possível observar características de bandas grunges, como em "Dinner" e "Slow". Mas não fica apenas na referência contemporânea daqueles anos, o disco é pesado e soa como poucos álbuns nacionais disponíveis até então, destaques para "Rage", "Art" e "Children watchin' TV".

           O álbum foi lançado pelo obscuro selo francês W.O.D. numa ocasião no mínimo curiosa. Um acordo verbal entre o Psycho Drops e o dono da gravadora garantia que o selo pagaria a gravação e lançaria o álbum, para a banda ficariam mil cópias e serem distribuídas no Brasil, o restante seria divulgada da França. O que de fato ocorreu. As cópias brasileiras logo desapareceram, assim como a W.O.D. Records e toda a promoção gringa. O CD foi fabricado nos Estados Unidos, entretanto, o encarte do disco apresenta um endereço em São Paulo para a W.O.D.

           Nos anos seguintes a banda preparou outra demo tape e foi sondada pelo selo Banguela para um novo disco. Mas a Banguela Records fechou as portas antes de "Medo de ninguém", que trouxe o Psycho Drops com letras em português, chegar ao mercado, o que só veio via WEA, a gravadora que dava suporte de distribuição para a Banguela.

                Quer ouvir? Download aqui!

3 comentários:

  1. Boa lembrança, cara! Cheguei a ver um ou dois shows deles na época já cantando em português, ao lado do Little Quail e o trio Kleyderman. O disco em português trazia versões pra "rage" e "children", além da impagável "coroné antônio bento". Grande banda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coffeeboy!
      Não cheguei a ver a banda ao vivo. Mas tenho o material em português, é muito bom. Neste disco as canções são boas, nem parecia que a banda tinha tão pouco tempo de atividade, a produção é legal. Queria por o disco "Medo de ninguém" aqui, mas ele foi lançado pela Warner.
      Obrigado pela visita! abraços!

      Excluir
  2. A história é quase essa. Fui a produtora do cd Another People, era para ser "contratada" pels W.O.D., mas na verdade o verdadeiro contrato com o selo francês nunca rolou. Consegui patrocínio para a gravação do cd e deu certo, conseguiram um certo destaque para então serem chamados para gravar pela Warner. Mas só ocorreria se gravassem em português. Saí neste momento, pq não concordei com isso. Na minha opinião, acabaram com a banda, primeiramente quando tiraram o Beto, vocal e guitarra e depois gravando em português.

    ResponderExcluir