sexta-feira, 28 de junho de 2013

Yoñlu (Allegro Discos, 2007)


             Yoñlu é Vinícius Gageiro Marques um jovem de Porto Alegre/RS com incrível talento para composições. Este é seu primeiro e único disco.

               A história de Vínícius foi bastante explorada. O adolescente, nascido em 1990, sofria de depressão e estava em internação domiciliar, pois havia atentado à própria vida. Um dia forjou uma história de que faria um churrasco em casa e convidaria amigos. Seus pais acharam melhor deixá-lo sozinho para preparar a festa, que não teve convidados. Num fórum da internet confidenciou para "amigos" que buscava a melhor forma de cometer suicídio, teve como resposta: intoxicação por monóxido de carbono.

             Vinícius levou uma churrasqueira para o banheiro, deixou o carvão queimar até morrer asfixiado em meio à fumaça. Isto aconteceu em 26 de julho 2006, ele tinha 16 anos. O caso foi bastante comentado na mídia a partir do ângulo dos suicidas que receberam estímulos na rede mundial de computadores.

         O disco surgiu a partir das gravações demo encontradas pelo seu pai. Tudo foi composto e gravado por Yoñlu no seu quarto. Além de um talento para composições e de dominar vários instrumentos, é notável o controle do garoto para softwares de gravação e o cuidados com os arranjos. As influências são diversas, do Indie Rock à bossa nova passando pelo Hip Hop, nomes como Vitor Ramil, Radiohead e Elliott Smith estão entre as referências.

              O álbum que leva apenas o nome Yoñlu tem 23 canções em 55 minutos. São músicas melancólicas cheias de violões e piano, as letras são angustiadas e todas em inglês, com exceção de "Mecânica celeste aplicada". Algumas muito boas são "Humiliation" e "Open up", outros destaques são os arranjos de piano nas instrumentais "No future", "Lampião" e "Valsa", e a bossa indie lo-fi de "I know what it's like". "Deskjet remix" tem a participação de Sobrepulse, um DJ escocês que mantinha contato virtual com a obra de Yoñlu. No final de "Tiger" surge o sampler de um discurso inflamado de um jovem Caetano Veloso no festival da canção.
         
             O projeto gráfico é bastante completo, traz fotos e ilustrações de Vinícius, letras de onze canções, texto de apresentação de Juarez Fonseca e depoimentos recolhidos de Arthur de Faria, Nico Nicolaiewski, Cláudio Levitan e outros. Lançado pelo selo goiano Allegro Discos, o disco teve uma boa repercussão, mas um fato levaria o disco a ter maior reconhecimento. O selo novaiorquino Luaka Bop, propriedade de David Byrne, especializada em redescobertas da música do mundo e que já privilegiou artistas brasileiros como Tom Zé e, mais recentemente, Tim Maia, se interessou pelo trabalho de Yoñlu e fez um novo lançamento do trabalho do compositor gaúcho. Agora com melhor tratamento, composições que ficaram de fora do álbum Yoñlu ganharam o disco "A Society in which no tear is shed is inconceavably medíocre" (Uma Sociedade na qual nenhuma lágrima é derramada é inconcebivelmente medíocre), lançado em CD e com outra capa, por sinal bem melhor que edição brasileira da bela obra póstuma de Yoñlu.

              Quer ouvir? Download aqui!

6 comentários:

  1. Marcelo, acabei de ouvir o disco deste garoto, ao qual eu desconhecia, e confesso que é impressionante como um jovem de 16 anos tinha tanto talento e potencial. Muito triste e um desperdício, infelizmente. Ele tinha um domínio tanto de melodia quanto harmonia e durante a audição tive uma sensação realmente muito melancolica e talvez um pouco perturbadora. Sei que não se compara musicalmente, más me fez lembrar de Jeff Buckley ou Syd Barret, apenas uma sensação.
    Valeu pela postagem, só você mesmo pra garimpar coisas tão diferentes e ao mesmo tempo importantes. Muito boa experiência proporcionada. Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Cara q historia...
    q taleto, é uma pena o fim que levou.
    a qualidade esta excelente,
    impressionante um garoto ter feito tudo isso no quarto.

    dumaco71, também me lembrou Syd Barrett e também Arnaldo Baptista.

    ResponderExcluir
  3. Aqui tem outras canções dele, da para ouvir no site mesmo.
    http://www.yonlu.com/
    vlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado LeZkUaCk!
      Agora temos todas as canções deixadas pelo Yoñlu!
      Abração!

      Excluir
  4. posso copiar esse texto e postar no meu blog? com os devidos créditos, é claro. é que não tem muito o que falar sobre ele e eu gostei desse texto.
    obrigada

    ResponderExcluir
  5. DEFINITELY A VERY BIG LOSS SUCH A SHAME SOMEONE SO YOUNG MY GOD A CHILD A BABY IN SOME EYES I JUST HOPE SOMETHING COMES OUT OF HIS LIFE BEING ENDED SO YOUNG HE DESERVE AS MUCH AS THE NEXT PERSON DOES ITS VERY SAD I PLAY MUSIC AND MAN IM TWICE HIS AGE AND HAVE STRUGGLED UPS AND DOWNS MAN IT BLEW MY MIND FINDING OUT ABOUT YONLU WOW GOD BLESS ALL I HOPE PPL SEE LIFE IN HIS MUSIC NOT DEATH THERE IS HOPE IT WILL AND CAN GET BETTER IF YOU WILL IT IT WILL IF YOU WANT IT TO YOU HAVE TO WANT

    ResponderExcluir