quarta-feira, 12 de junho de 2013

Psychic Possessor "Nós somos a América do Sul" (Cogumelo Records, 1989)



            Formado em 1987 o Psychic Possessor lançou seu primeiro disco "Toxin' Diffusion" em 1988, com um som que se aproximava do thrash/death metal. No segundo disco, após mudanças na formação que deixaram apenas o guitarrista Zé Flávio da formação inicial, "Nós somos a América do Sul", o som enveredou para o hardcore, num dos raros casos de bandas que começam com uma proposta crossover e depois caem no punk/hc. Entretanto, este foi o último registro do quarteto de Santos/SP.

           O álbum é nervoso, traz 17 canções em pouco mais de meia hora, poucas ultrapassam a marca dos 2 minutos. A escola é hardcore old school, de Circle Jerks, DRI e Germs, e de nomes brasileiros contemporâneos, alguns na atividade até hoje como Ação Direta, DFC e ARD. Os riffs da guitarra pesados de Zé Flávio somados à bateria rápida de Maurício "Boka", que pouco depois deste disco fez teste para o posto vago de baterista do Ratos de Porão, no qual permanece até hoje, e os vocais raivosos de Marcio "Nhonho" (falecido em 2013) funcionam perfeitamente para as letras politicas "Vote nulo" e "Governo Quércia", questões ambientais pré-Eco 92, "SOS amazônia" e "Cubatão" e serviço militar "Disciplina militar". Completa a formação do Psychic Possessor o baixista Fabrício, que depois se dedicaria ao Garage Fuzz, no qual permanece como baixista por mais de 20 anos. "Capitalismo" foi resgatada pelo Ratos de Porão no disco de covers "Feijoada Acidente? - Brasil", de 1995.

Psychic Possessor no próprio estúdio (autor desconhecido) 

        Os dois registros do Psychic Possessor foram lançados pelo selo mineiro Cogumelo Records. "Nós somos a América do Sul" foi produzido por Gaughin, o responsável pela maioria das produções do selo e um dos primeiros profissionais especializados em gravar bandas de heavy metal e suas vertentes mais extremas. O projeto gráfico de Jimmy Leroy é bem produzido e fartamente ilustrado, a começar pela boa capa, traz todas as letras, ficha técnica e fotos. O álbum recebeu reedição em CD em 2002 e pode ser encontrado no site da Cogumelo Records. "Nós somos a América do Sul" é um dos primeiros clássicos do hardcore brasileiro.

              Quer ouvir? Download aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário