segunda-feira, 27 de maio de 2013

Racionais MC's "Holocausto Urbano" (Zimbabwe, 1990)



           "Holocausto urbano" é o primeiro disco do Racionais MC's. Um mini-LP com 6 canções em 29 minutos que tornou o quarteto rapidamente conhecido em São Paulo, cravando hits que não tocaram nas rádios nem frequentaram as TVs, mas que fizeram a trilha sonora de muitos jovens, não necessariamente da periferia, e que levaram o Racionais MC's a abrir os show de Public Enemy e Frighty & Colonel Mite em São Paulo.


Bizz, edição 76, novembro de 1991

            As seis canções são divididas entre vocais de Mano Brown e Edy Rock. O disco abre com Brown num dos primeiros 'hits' do Racionais MC's, "Pânico na Zona Sul", letra que narra as dificuldades de sobreviver em meio à violência, o mesmo tema ressurge em  "Hey boy". Edy Rock manda outras boas canções, como "Mulheres Vulgares", que narra uma conversa telefônica entre Brown e Rock descrevendo futilidades de mulheres vulgares - uma das canções que marcaram o quarteto -, e "Tempos difíceis", com a melhor batida e sampler de James Brown, coincidentemente o mesmo sampler foi usado na canção "Pobrema" do primeiro disco de Thaíde & DJ Hum, "Pergunte a quem conhece", lançado em 1989. "Racistas Otários" apresenta uma das marcas do Racionais MC's, a luta contra o preconceito racial.


Bizz, edição 85, agosto de 1992
            "Holocausto Urbano" se comparado com os trabalhos seguintes do Racionais MC's tem um produção mediana, com batidas simples e quase nenhum sampler. Obviamente tudo isso mudou nos anos seguintes e os discos ganharam pesquisa e produção melhores.

           Produzido por KL Jay e lançado pela Zimbabwe Records, uma equipe de som que animava bailes black na periferia de São Paulo e que foi um dos selos que mais investiram na fase inicial do Rap nacional, lançando muitos discos de grupos paulistanos. "Holocausto urbano" teve uma excelente repercussão de público e mídia, chegou a atingir a incrível vendagem de 30 mil cópias em LP e ganhou reedições em CD ao longo dos anos, contudo a arte original da capa foi alterada.


                 Quer ouvir? Download aqui!

Um comentário:

  1. "... e os poderosos, bem seguros, observando, o rotineiro holocausto urbano!"

    ResponderExcluir