sexta-feira, 31 de maio de 2013

Gabriel Muzak "Bossa nômade" (Independente, 2003)


           O guitarrista, compositor e cantor carioca Gabriel Muzak acompanhou BNegão nas bandas Funk Fuckers e Os Seletores de Frequência. Enquanto preparava este que é seu primeiro disco solo, também mantinha a sua banda, o Rockz. "Bossa nômade" é um álbum de guitarrista, mas não parece, pois tem uma grande participação da banda formada por Guilherme Muniz, baixo, e Lourenço Monteiro, bateria. Numa primeira ouvida você fica procurando a bossa nômade, onde ela se esconde, no final dá para dizer que não tem bossa nenhuma, ao mesmo tempo ela está por toda parte.

             "Bossa nômade" tem 12 canções, compostas por Muzak, em 34 minutos. Abre com "Tropical sound system", que, como o nome diz, tenta fazer um sistema de som que serve abertura para o álbum. Segue com "Minha jaulinha", uma das melhores, na qual Muzak mostra sua habilidade com as seis cordas, cheia de funk. "Estética terceiro mundo" ganhou vídeo clipe que concorreu ao VMB da MTV. Assim como o título índica o disco tenta fazer uma bossa nômade, com visitas a espaços como o rap, "Descompacta"; o trip hop, "Blue tanger"; raggamuffin', "Rude boy", e guitarra distorcida em "Fulana", outra das boas do disco.

            Lançado por conta própria numa tiragem de 500 exemplares, "Bossa nômade" tem projeto gráfico é caprichado, apesar da baixa qualidade da foto da capa,  traz letras, fotos e ficha técnica. O disco teve repercussão mínima entre mídia e público.

              Quer ouvir? Download aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário