terça-feira, 19 de março de 2013

V.A. "March to Sickness: a brazilian tribute to Mudhoney" (Monstro Discos, 2008)



           Um tributo de bandas brasileiras à uma dos nomes mais influentes do rock de todos os tempos. Sim, o Mudhoney é uma daquelas bandas capazes de fazer estragos na vida de um adolescente, impossível ouvir um disco ou ver um vídeo dos caras e não ter vontade de montar uma banda, o quarteto de Seattle completou 20 anos em 2008 e ganhou um "presente" das bandas brasileiras. 
           
            "March to sickness" reuniu 17 nomes e, como todo disco tributo, tem bons e maus momentos. Quase todas as bandas demonstram a influência recebida, é o caso do Walverdes ("Suck you dry"), AMP ("Thorn"), MQN ("Poisoned water"), The Sinks ("Who you driving now"), Superguidis ("Into the drink"), Detetives ("El sol q ciega", versão em espanhol para "Blindding sun"). O Mechanics, uma sucursal tupiniquim do Mudhoney, se mostram destruidores numa versão bastante fiel de "Here come sickness". Os trios instrumentais também mostram ótimos resultados, Macaco Bong ("You got it") e Dead Rocks ("March to fuzz")
              
             Dos nomes mais conhecidos foram convidados Autoramas ("In'n'out of grace") e Pitty ("If i think"), ambos desaceleraram suas escolhas, mas com ótimos resultados, obviamente trazem melhores produções.

          Num disco tributo sempre é bom ver bandas que alteram completamente os arranjos e com algum "clássico" conseguem criar algo novo, é o que podemos chamar de anti tributo, neste quesito o Ambervisions se dão bem com uma irreconhecível versão para "Touch me, i'm sick", os paulistanos do Debate também apresentam uma versão alienígena e barulhenta para "Good enough". Porém, não é o caso do duo Lucy & The Popsonics que  juntaram "Generation Spokesmodel" e "Fashion forecast" e transformaram numa chatice pop electro chamada "Well well song", Holger segue o mesmo com "No song 3".

             Lançado pela Monstro Discos, o álbum faz parte das comemorações de 10 anos do selo goiano, que por sua vez recebeu inspiração da Sub Pop, selo que lançou boa parte dos discos do Mudhoney e que tem entre seus funcionários o próprio Mark Arm, vocalista e guitarrista do quarteto. O projeto gráfico caprichadíssimo traz ilustrações de Márcio Jr e  Márcia Deretti, "March to sickness" teve uma repercussão mediada e pode ser encontrado no site da Monstro Discos.


             Quer ouvir? Download aqui! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário