quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Bia Grabois "Rock Me" (Dubas, 1999)



A maringaense adotada pelo Rio de Janeiro Bia Grabois surgiu na coletânea “O ovo” e despontou para seu primeiro e único disco, “Rock me”. O álbum tem 12 músicas próprias com letras em português e sonoridade influenciada meio pop e meio punk.

Bizz, edição 172, novembro de 1999
“Rock me” abre com “Céu negro” e segue com o bom arranjo triste de violão e cordas em “Baby”. A faixa título põe o álbum na ordem do rock, foi razoavelmente executada em algumas poucas rádios e pode ser considerada como o 'hit' do disco. Em “Patricinha abandonada” a linguagem é de punk rock, a letra faz crítica à futilidade consumista da patricinha de baixa renda, o refrão ganhou o apoio vocal de Wander Wildner. A fantasmagórica “O medo” é apresentada em português e em espanhol escondida na última faixa. Todas as letras são autorias conjuntas de Bia e seu irmão Mário Grabois.

O disco foi lançado em CD pelo selo carioca Dubas e distribuído pela Universal Music, o que fez com que “Rock me” chegasse às lojas. Produzido por Tom Capone, Plínio Profeta e Vulgue Tostoi, traz projeto gráfico de Fernanda Villa Lobos e Barrão. As fotos de Bia são autorias de Christian Gaul com ilustrações de Daniel Grabois.

           Quer ouvir? Download aqui!


Nenhum comentário:

Postar um comentário