quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Hurtmold "Cozido" (Submarine Records, 2002)


O segundo disco do quinteto paulistano Hurtmold abriu muitas portas para a banda e levou-os a um público maior, afinal, o trabalho foi muito bem recebido pela mídia especializada. Surgiram oportunidades de apresentação na TV, a MTV utilizou algumas canções do disco como trilha sonora de vinhetas do extinto programa Banda Antes, o que facilitou a ascensão da banda, com um maior número de shows e, consequentemente, contato com um novo público.

Jornal Gazeta do Povo
O álbum tem 11 faixas, 8 delas são instrumentais. Nos trabalhos anteriores o Hurtmold também revezava canções com letras e temas instrumentais, numa linha daquilo que convencionou-se chamar de post-rock, ou post-hardcore no caso, pois boa parte dos integrantes do Hurtmold vinham de bandas de hardcore. Os destaques ficam para o belo arranjo cadenciado de “Kampala” e “Bulawayo”; e as mais rápidas “Fontanka”, “Dois pés e ingrato” e “Mais uma vez, desanimou”, as duas últimas com letras, mas nem sempre essas realmente querem comunicar algo. Num álbum quase instrumental, o que mais chama atenção mesmo é a banda e aqui Maurício Takara revelou-se um dos melhores bateristas brasileiros.

“Cozido” foi lançado pelo selo mineiro Submarine Records, que também editou o primeiro disco e demotapes. O projeto gráfico é simples e eficiente, a embalagem em digipack traz foto da banda na capa, letras e ficha-técnica. O álbum foi produzido, gravado, mixado e masterizado no estúdio El Rocha, em São Paulo, por Fernando Sanches e Hurtmold.

Quer ouvir? Download aqui!

2 comentários: