domingo, 9 de setembro de 2012

Gangrena Gasosa "Smells Like a Tenda Spirita" (Tamborete, 1999)


O segundo disco da entidade do rock brasileiro é um petardo de 12 canções muito boas, as letras não fogem do terreiro e são impagáveis, difícil não se divertir ouvindo.


         O álbum abre com “Surf Iemanjá”, prancha, parafina, galinha frita e farofa, a areia da praia se transformou num grande terreiro, com um intervalo para surfar. “Centro do Pica Pau Amarelo” é inspirada na obra de Monteiro Lobato, ou melhor, Macumbeiro Lobato. “Benzer Até Morrer & Kurimba Ruim” são versões para “Beber até Morrer” e “Vida Ruim”, clássicos do Ratos de Porão gravados para o disco-tributo “Traidô”. “Headbanger Voice” empresta o nome da sessão de cartas da Revista Rock Brigade para relatar a correspondência de um metaleiro, leitor assíduo da publicação, insatisfeito com as novas influências absorvidas pelo heavy metal, dentre elas o Saravá Metal. O disco se encerra com “Protesto Concreto”, também presente no primeiro “Welcome to Terreiro” (Rockit!, 1993), mas aqui com outra letra, a música incidental roubada do Planet Hemp traz participação vocal de BNegão.


Bizz, edição especial 02, agosto de 2005
O projeto gráfico é caprichadíssimo, o encarte em preto e branco traz uma história em quadrinhos fantástica de Allan Sieber, além de fotos, histórias das letras, letras e ficha técnica. A contra-capa diverte com os patrocinadores falsos. A produção do disco é de Rogério Lopez. “Smells like a Tenda Spirita” foi lançado pelo selo carioca Tamborete Entertainment e na época teve uma boa repercussão na mídia impressa, a banda fez alguns shows pelo Brasil, incluindo apresentações memoráveis no programa Musikaos e Caderno Teen, da TV Cultura e TVE-Rio, respectivamente.

                Quer ouvir? Download aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário